terça-feira, 8 de abril de 2014

O desejo

Enxerguei-me dentro da lâmpada;
e como seria esse fim?
Eu era o próprio gênio,
faria o pedido pra mim.

Era só eu e eu mesmo,
o dono do meu jardim.
Eu era além do gênio,
Era também Aladim.

Vaguei por desertos desejos.
Andei por além dos haréns.
E vi nos olhos dos meus segredos,
Oásis de belos pelos,
meus dedos pelos cabelos
e um sorriso de marfim.
Montada no meu camelo,
voando pro meu castelo,
bem abraçada comigo.
Yasmim.

Lunar








Um comentário: