sábado, 31 de julho de 2010

Vanguardero sul real

Meti o pé na porta me tornando imprevisível,
era ela a Vanguarda, esperando irresistível.
Pernas lindas, pés no salto e uma boca exuberante,
infinitos universos se fundindo num instante.
Inacreditáveis formas de beleza, inusitada dimensão.
Novidades turbinadas de idéias e paixão.
Malucas trovas impensadas, instrumentos novos de som.
Véio e moço aliados nessa nova conjunção.
A função tão caricata quanto à cópia, ampliação.
Um mundo náutico de viagens relampiantes, o sarau da invenção.
Não há fórmulas concretas só firulas e fusão.
O descompasso da invenção que se desata, confiante confusão.
Quem é bom, já na paisagem, se destaca; tudo é observação.
Sejamos a Vanguarda então.
Para mim aparentada, para ti aparição.
Para a mente estupefata, puramente inspiração.
A experimentação que se abstrai na forma exata.
Criatura e criação.


LUNAR

2 comentários:

  1. Adorei!!! ;)
    "Novidades turbinadas de idéias e paixão"
    Faz bem, renova a alma!!
    Lia

    ResponderExcluir